sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Pesquisa escolar na internet: será que eles aprendem?

Cópia, cola ou aprendizado de qualidade? Como será que as crianças estão lidando com esta ferramenta importantíssima, mas que também traz muita distração? Por Marcele Baldner
 

Seguem algumas informações e dicas importantes aos pais, professores e crianças para realizar pesquisas de qualidade pela rede de computadores:

- É fundamental que a família e a escola trabalhem em parceria. O professor deve orientar a criança e também aos pais sobre o uso correto da internet e se possível realizar junto algumas pesquisas no computador da escola.

- É necessário que o professor ofereça ao aluno uma lista de sites apropriados e que sejam suficientemente atualizados e confiáveis de serem acessados.

- O professor deve especificar para o aluno exatamente o que ele quer que contenha na pesquisa.

- É importante que o professor não solicite pesquisas muito amplas, pois as enormes e com enxurradas de informações não garantirão que o aluno pesquisou com qualidade e obteve um bom aprendizado. Pelo contrário, muitas informações podem desviar a atenção dos conteúdos e tópicos mais importantes.

- Os pais ou responsáveis devem sempre estar presentes no momento da pesquisa da criança, orientando-a no que for preciso e NUNCA fazer por ela. A presença de um adulto evitará que o aluno se disperse facilmente e visite sites não relacionados aos temas das pesquisas.

- Quanto menor a criança mais ajuda requererá. No caso dos pequenos que ainda não dominam a leitura e a escrita é importante que os pais pesquisem antes, lêem e selecionem sites e os dados mais importantes que utilizará na pesquisa e só então as leve para o computador deixando-a participar de todo processo da pesquisa. É IMPORTANTE indagá-las qual as informações que mais lhe chamaram atenção.

- Vale como dica para quem tem filhos menores, que ao pesquisar com eles selecionem sites com imagens e figuras atrativas para atrair a tenção da criança e garantir um aprendizado maior do assunto.

- Copiar, colar e imprimir não é um procedimento correto. É fundamental que os maiores ao pesquisar leiam todas as informações e selecionem as partes mais importantes, escrevendo o seu próprio texto à mão mesmo que o trabalho seja impresso para ser entregue. Esta síntese feita por ela, deve conter o que ela assimilou e aprendeu.

- É fundamental no final da pesquisa citar a fonte. Muitas informações na internet não são verdadeiras e seguras.

- O professor não deve aceitar passivamente a entrega do trabalho, sem avaliar o que o aluno aprendeu. É fundamental avaliar se houve de fato uma interação do aluno com o tema e um aprendizado significativo ou se simplesmente ele copiou, colou e imprimiu.

A internet pode ser um excelente recurso para aprendizagem das crianças, desde que seja usada corretamente e com a supervisão e orientação dos pais e professores.


Fotos: Divulgação (Marcele)/ Stockbyte e Digital Vision/Getty Images
 


*Marcele Baldner é pedagoga, pós-graduada em psicopedagogia, e ministra o módulo Desenvolvimento Infantil: Jogos, Brinquedos e Educação no curso de formação de babás da Kanguruh

Fonte: http://itodas.uol.com.br/portal/mae/colunistas/marcele_baldner/materia.itd.aspx?cod=5298&canal=809&Pagina=1
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! Não uso verificação de palavras.

Receba as postagens deste blog por email