quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Controle Rigoroso dos Pipocas em Corridas?


"Com número segue, sem número pra esquerda" 


Assim gritava o Fiscal da Corrida da Lua Cheia de ontem.

Ontem na Corrida da Lua Cheia houve um controle rigoroso dos pipocas, como nunca tinha visto em nenhum corrida deste circuito.

Fiscal da Corrida da Lua Cheia orientando corredora sem número.


E eram muitos pipocas ("sem número"), praticamente a metade do público presente. Veja no vídeo abaixo.






Tinha pipoca desatento, com fone de ouvido. Nem escutou o fiscal gritando.

Esta corrida foi atípica. É verão. Muita gente correndo pela primeira vez. Escutei até alguém comentar: "dá próxima vez vale a pena pagar a inscrição".

Em relação à última corrida deste circuito de que eu tinha participado, desta vez a organização estendeu o funil uns 300m a mais do que antes. E a prova tem duas distâncias: 4,3Km e 8,6Km. Quem estava fazendo 4,3Km de pipoca tinha que parar bem antes da chegada. Quem estava fazendo 8,6Km de pipoca tinha que cortar caminho pela grama, num percurso bem diferente do original, para fazer a segunda volta.

Não achei errado. Só achei diferente do que normalmente vejo.

Tinha pipoca desatento, com fone de ouvido. Nem escutou o fiscal gritando. Esta corrida foi atípica. É verão. Muita gente correndo pela primeira vez. Escutei até alguém comentar: dá próxima vez vale a pena pagar a inscrição.

E os fiscais eram bem educados, dentro do possível.

E você, o que acha disso? 

=== atualização em 03/02/2013

Neste vídeo uma "pipoca" é entrevistada.



10 comentários:

  1. Geralmente não acho ruim os pipocas, desde que não usem dos recursos destinados aos inscritos e, até pelo fato do parque/ruas serem públicas alem de algumas inscrições acabarem mais rápidas, mas ontem a impressão que tive foi a de haver um número acima do que seria aceitável para o espaço em questão. Pelo que sempre vejo o maior número de "pipocas" está na primeira prova, como sempre participei da segunda não sei ao certo se esse grande número de corredores atrapalhou, pois na de 8,6km sempre foi tranquilo. As primeiras etapas sempre são mais cheias mesmo, essa pela contagem de concluintes teve ao todo 1.060, lá por julho esse número deve cair pela metade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe,

      Realmente ontem estava excessivo!

      Se a prova fosse de ciclismo, mesmo as ruas sendo públicas, eu poderia entrar com minha bike sem estar inscrito?

      Adolfo

      Excluir
    2. Bom questionamento a respeito do ciclismo. Pelo tipo da competição acho que pipocas nesse caso atrapalhariam, pois é um esporte que existem mais riscos, e se a competição for em um circuito fechado onde os atletas dão voltas, aí seria mais do que inviável. Já em corridas de rua, se o pessoal sem inscrição largasse depois dos últimos inscritos não veria problema, muitas pessoas tem seu primeiro contato com a corrida sendo pipoca em uma prova que um amigo o chamou.
      Tudo é questão de não atrapalhar o outro, mas infelizmente isso não ocorre. Tem vezes que os próprios inscritos é que causam problemas. Alias, acho um grande erro quando organizadores fazem questão de deixar claro que não gostam de pessoas sem inscrição, isso pode afastar corredores
      que estão no inicio. Só não acho legal quando sobram muitas vagas e mesmo assim tem muitos pipocas, foi o caso da Lua Cheia em Novembro de 2012, se não me engano.

      Excluir
  2. Concordo com Felipe acima. Tem pipoca que é sem-noção de desportividade e come as frutas dos inscritos e as vezes até tentam ver se conseguem medalha. Triste! Mas creio que também haja espaço para eles, desde que façam como nessa prova e aumentem o funil ou usem de outras estratégias para que eles não atrapalhem quem pagou em momentos cruciais do evento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Neste dia eles estavam atrapalhando. Mas, como disse, acho que é porque eram iniciantes.

      Abraços,

      Adolfo

      Excluir
  3. O que eu gosto da corrida do Gilberto é que ele não despreza os pipocas. Querem ir, que vão, apenas que sejam cordiais e respeitosos com as regras e com os que correm inscritos. Uma vez sofri com dois pipocas na minha frente bem na entrada do funil, eles pararam "do nada". Foi um choque e tive que parar para não bater neles, até cruzar os metros rstantes foi tenso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Luiz,

      Nesta corrida eu me assustei. Muita gente e muita gente não inscrita. O problema maior, como disse, são os inexperientes e desligados. Podem causar danos aos inscritos.

      Abraços,

      Adolfo

      Excluir
  4. minha opinião é que não dá para confiar no bom senso das pessoas. Então justificativas do tipo "não vou usar os recursos da prova" e similares não colam. Tem muita rua, muito chão e muitos horários para quem quer correr não atrapalhar as provas.

    ResponderExcluir
  5. Proibirem de utilizar um ESPAÇO PÚBLICO?? Por que as organizadoras não locam um espaço privado e só permitem a entrada de seus incritos. Não há nada o que fazer com o CIDADÃO que está correndo na RUA. A taxa de inscrição só serve para usufruir da infraestrutura que eles dispõe (lanches, cronometragem, medalha). Proibir outras pessoas de correrem num espaço público é um absurdo, cabível até de registro de ocorrência por constrangimento.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! Não uso verificação de palavras.

Receba as postagens deste blog por email