terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Entrevista com o Professor Tim Noakes - parte 2

Leia a primeira parte aqui.

Social:

Vamos supor que as autoridades e a sociedade aceitem que uma dieta PCRG (Pobre em Carboidratos e Rica em Gordura) é a dieta preferencial. Como tornaremos esta dieta econômica para o Sul-Africano médio quando os alimentos ricos em carboidratos são relativamente baratos?


Alimentos ricos em carboidratos são baratos em parte por serem subsidiados, especialmente nos Estados Unidos onde os plantadores de milho recebeme subsídios no valor de 5 bilhões de dólares. É por isso que bebidas açucaradas (adoçadas) pelo xarope de milho de alta frutose são tão baratas nos Estados Unidos. Depois, as conseqüências médicas de comer esta dieta são subsidiades pelo governo de modo que a indústria terceiriza os custos médicos de longo prazo para gerar seus lucros. Se a indústria do açúcar tivesse que pagar adiantado os custos das doenças para as quais seu produto contribui, é possível que a indústria não fosse vável.

Rins são a fonte mais barata de proteína na África do Sul. Ovos e sardinhas também são fontes baratas de proteína. Nos nossos abatedouros, órgãos (miúdos) nutritivos não são coletados - por exemplo, cérebro. Nem o tutano (medula óssea) é coletado. Se as carcaças dos animais abatidos fossem tratadas adquadamente como elas eram tratadas pelas populações caçadoras-coletoras, haveria muito menos desperdício de proteína e gordura animal de alta qualidade. 

Portanto se houvesse incentivo, seria possível fornecer gordura e proteína de alta qualidade a um preço mais baratao para as comunidades mais pobres.

Finalmente, se você consome uma dieta rica em gordura você come apenas 66% das calorias que você consome numa dieta rica em carboidratos.  É por isso que esta dieta causa perda de peso tão efetiva – ela torna tão fácil comer menos.  Portanto há uma grande economia em calorias que você não está ingerindo e portanto não precisa comprar.

 
A indústria alimentícia como a conhecemos tem um futuro num mundo de comida de verdade PCRG?


Tem que ter. Produzindo comida de verdade e não substâncias que parecem comida.


A ser continuado...

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! Não uso verificação de palavras.

Receba as postagens deste blog por email