terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Dieta Low-Carb e minhas dores de cabeça - 2

Este post é uma atualização do que escrevi em Dieta Low-Carb e minhas dores de cabeça.

Leia também:

Aquele post foi escrito em 05/12/2012. De lá para cá aconteceu o seguinte:

  • 08/12/2012 - leve dor de cabeça que ficou forte.
  • 02/01/2013 - dor de cabeça forte, mas não usei neosaldina. 
  • 12/01/2013 - dor de cabeça forte, mas não usei neosaldina
  • 19/01/2013 - dor de cabeça forte, mas não usei neosaldina. 
  • 20/01/2013 - dor de cabeça forte. Usei neosaldina na madrugada de 20 para 21. Detalhe: nos dias anteriores, 2 treinos relativamente fortes. 

Portanto, nos últimos 53 dias, tive 4 dores de cabeça fortes e tomei 1 comprimido de neosaldina. Ainda pior do que eu gostaria, mas melhor do que acontecia antes. E há de se levar em consideração que dei uma relaxada na alimentação nos últimos dias de dezembro e primeiros de janeiro, por conta das férias e de algumas festividades em dezembro/janeiro.

Para ter uma ideia, nos dias anteriores a 05/12 a situação foi a seguinte:

  • 04/08/2012 - 3 neosaldinas
  • 16/08/2012 - 2 neosaldinas.
  • 23/08/2012 - 2 neosaldinas. 
  • 25/08/2012 - 2 neosaldinas.
  • 02/09/2012 - 1 neosaldina.
  • 03/09/2012 - 1 neosaldina.
  • 04/10/2012 - 1 neosaldina.
  • 06/10/2012 - 1 neosaldina.
  • 14/11/2012 - resfriado e garganta ruim. 
Portanto, de 04/08 a 05/12 (4 meses - aprox. 120 dias), foram 8 dores de cabeça com o consumo de 13 neosaldinas.

Só em agosto, em 30 dias, foram 4 dores de cabeça fortes e 9 neosaldinas. A partir de setembro já comecei a me interessar por low-carb e fui gradativamente mudando a alimentação.

Ainda não consideros as evidências do meu experimento n=1 definitivas. Preciso continuar experimentando. Mas estou suficientemente convencido a continuar tentando.Os efeitos positivos da dieta lowcarb em mim não se restringem a dores de cabeça: menos muco, mais disposição, menos fome a toda hora, entre outros.

E sei que não é só lowcarb que conta. Lowcarb ou não, uma dieta precisa ser rica em nutrientes. Por mais engraçada que seja a figura abaixo, parece ser importante comer bacon E verduras (folhas verdes são ricas em nutrientes e em fibras).  

Imagem divulgada no Facebook pela página O Humor em Pânico

8 comentários:

  1. Gostei dessa do porco haha.
    Mas minha curiosidade está no fato de tanta dor de cabeça.
    Só a alimentação é a responsável?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz,

      Depende. Como disse no post anterior, fui em dois otorrinos. A justificativa para eles é a falta de espaço, desvio, nem lembro mais. A solução: cirurgia.

      Mas se está resolvendo com alimentação, talvez o espaço para o ar circular seja pequeno mesmo. Mas somente se este espaço estiver ocupado por secreção e inflamação causadas pela dieta é que as dores de cabeça se manifestam com força. Esta é a minha interpretação até agora.

      Excluir
  2. Pelo que entendi então, a dieta esta te atrapalhando... é isto?

    Fábio
    www.42afrente@blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. De forma alguma! Se as dores de cabeça diminuíram, como estaria atrapalhando?

      Excluir
    2. Atualmente tenho 0.075 (4/53) dores de cabeça pro dia.
      Anteriomente eram 0.133 (4/30) dores de cabeça por dia.

      Mas entendi o seu raciocínio. Se incluir setembro, piorou.

      É o que disse. É preciso mais tempo. Para mim parece que melhorou muito. Não só neste aspecto, claro. Mas o experimento continua.

      Excluir
    3. Eu tinha dores de cabeça dessa forma, mas as minhas as vezes nem as duas neosaldinas resolviam, mas a partir do momento que comecei a fazer autohemoterapia, nem sei mais o que é dor de cabeça,faço semanalmente a mais de 3 anos e estou maravilhada, nem rinites, nem dores de cabeça, nem gripes, nada nem sei ao certo qual era o motivo das dores, uns medicos diziam, sinusite, outros bronquite(que nunca tive), outros problemas de figado, ao certo nunca soube, de concreto só mesmo que acabaram de vez.

      Excluir
  3. Assim como vc, gosto de correr, mas provas de 10KM e uma meia por ano.

    Minha dúvida: Uma dieta low-carb atrapalhou seu desempenho na corrida? Vc se sente normal sem os carboidratos? Usa algum suplemento. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rogério,

      Não atrapalhou meu desempenho, até porque não tento entrar em cetose nutricional. Apenas reduzi quantidade e qualidade de carboidratos. Como carboidratos.
      Em provas, uso carboidratos de absorção rápida.

      Suplemento, só Whey.

      Obrigado pela visita.
      Adolfo

      Excluir

Deixe seu comentário! Não uso verificação de palavras.

Receba as postagens deste blog por email