quinta-feira, 25 de julho de 2013

Barriga de Trigo, de William Davis

O Dr. José Carlos Souto já comentou em seu blog, mas não custa nada repetir aqui. O livro Wheat Belly, de William Davis (que pode ser comprado em inglês na sua versão digital na Amazon.com.br), grande sucesso nos EUA, foi traduzido para o português.

A tradução se chama Barriga de Trigo:



Hoje folheei um exemplar fĩsico do livro nas Livrarias Curitiba. É um livro fantástico. Aborda desde a origem do trigo que consumimos hoje, passando pelos inúmeros problemas que causa (mesmo a quem não é intolerante a glúten como eu) e finalizando com uma sugestão de como se alimentar (uma dieta estilo paleo/lowcarb).



Quem acompanha este blog sabe que desde setembro do ano passado sou paleo/lowcarb. E o que significa ser paleo/lowcarb? É tentar ao máximo comer comida de verdade. Para mim tem dado certo.

E porque isto é importante para corredores? Porque muitos corredores acham que precisam comer muito carboidrato. E quando se fala em carboidrato, muitos corredores pensam em derivados de trigo (pães e massas). Tanto é assim que algumas provas até organizam o retrógrado e prejudicial (rs) Jantar de Massas.

Qual é o resultado deste abuso de carboidratos, segundo a teoria paleo/lowcarb? Muitos corredores acima do peso, apesar de se exercitarem bastante. O livro explica como isso acontece.

A propósito, uma grande revista de circulação nacional está preparando uma matéria sobre o livro. Deve ser publicada nas próximas semanas. 

Portanto, fica a sugestão de leitura. Se você gostou da sugestão, comente abaixo. Você toparia ficar sem seu pãozinho e seu macarrão?




35 comentários:

  1. Respostas
    1. Ótimo! O grupo está crescendo :)

      Excluir
    2. Também já fico. Comecei com o Dr. Dukan e ao livro não consigo emagrecer. Hoje sou adepto do low carb. Ótimo livro o barriga de trigo.

      Excluir
  2. Não consigo ficar totalmente sem (ainda), mas já diminui bastante.
    Estou lendo o post linkado, mto interessante!

    ResponderExcluir
  3. Pão para mim é ócio: não tô fazendo nada, como o integral. É rápido de preparar o recheio protéico... Quiser fico sem, como quando estou com preguiça de comprar e prefiro comer frutas a cada 2h.

    Meu macarrão integral que seria um afazer hercúleo deixá-lo de lado.

    (www.runnerhostil.blogspot.com.br)
    Leia meu último texto sobre nosso protesto contra corridas caras na Meia da Caixa.

    ResponderExcluir
    Respostas


    1. Ok, vou dar uma olhada lá.

      Abraços,
      Adolfo

      Excluir
  4. Me desculpe a ignorância, fui pega de surpresa - acabei de ver um link para esse livro num site que navegava, olhei o resumo e fiquei bem interessada. Ainda vou ver melhor, mas já pergunto de saída: Aveia pode?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciana,

      Aveia é controversa. Acredito que maioria dos especialistas paleo/lowcarb acha que não devemos consumir, mas tem gente que não vê problema: http://www.fat-new-world.com/2011/09/aveia-e-paleo.html

      Um problema grave é que quase toda aveia é contaminada com glúten. http://saude.sapo.pt/peso-nutricao/nutricao/artigos-gerais/aveia-sim-ou-nao.html

      Excluir
  5. Oi Adolfo,

    Pães, pizzas e bolachas de Aveia é a solução imediata para quem quer interagir neste plano.
    A contaminação é no moinho ou outros processamentos que passa trigo.
    Moer o próprio grão minimiza o risco da contaminação, especialmente se for escolhido e lavado antes.

    O pão que Jesus multiplicou foi de Cevada: http://triticaleautoimune.blogspot.com.br/2013/09/pao-de-cevada.html

    Quanto ao macarrão, o arroz já supre a contento

    ResponderExcluir
  6. Acho uma boa ideia que os tradutores, não somente deste livro, negociassem com o autor uma adequação das receitas aos produtos disponíveis no país onde o leitor vai ler o livro: quando a gente chega nesta parte, a mais esperada, que decepção.......

    ResponderExcluir
  7. Respostas
    1. Acesse http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/

      Excluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  9. Obrigado pela postagem. Tô aderindo e vou ficar fininho...

    ResponderExcluir
  10. Li a reportagem na revista Viva e resolvi consultar na net. Encontrei sua postagem e seguirei seu blog. Necessito emagrecer e já tentei várias formas com sucesso mínimo. Tentarei esta, e depois lhes contarei. Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mariana,

      Obrigado!

      O blog a ser seguido é o do Dr Souto: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/. Eu sou apenas um leigo. Ele é médico. E ele escreve muito bem. Entre lá e assine.

      Excluir
  11. Já aderi. Comecei com o Dukan e estou no low carb. Perdi 30 kg em quatro meses. O llivro em questão é ótimo, além de ter uma leitura bem confortável.

    ResponderExcluir
  12. Já aderi. Comecei com o Dukan e estou no low carb. Perdi 30 kg em quatro meses. O llivro em questão é ótimo, além de ter uma leitura bem confortável.

    ResponderExcluir
  13. Se apenas 10% do que está escrito no livro for verdade, já é motivo suficiente para parar de comer produtos feitos com trigo. No meu caso específico, experimentei a dieta e realmente estou perdendo gordura abdominal, reduziu bastante a queimação causada pelo refluxo exofágico, acabou um coceira que tinha em cima da sobrancelha (dermatite seborréica), e também parei de ter uma hipoglicemia que tinha de vez em quando (que me dava uma fome que nunca passava). Estou fazendo a dieta a 2 meses e ja perdi 4 kgs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os 10% voce ja ganhou. Continue firme. Parabens.

      Excluir
  14. Olá Adolfo acabei de me inscrever, gstaria de saber qual o primeiro passo, para aderir a dieta!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comida de verdade!
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html

      Excluir
  15. Comecei a ler e estou achando excelente!

    ResponderExcluir
  16. Oi cheguei. Eu acabei ler este livro ontem. Wheat Belly. Minha filha me deu de presente. Nao que eu seja gorda mas eu comia pao pela manha e a noite em lugar do jantar. Ela me levou ao medico e eu ja estava a ponto de ficar diabetica entao a dra disse" P pao te odeia". Sabe, eu chorei porque eu o amava tanto. Entao ela me receitou o tal do Millet que eu nunca tinha ouvido falar. Resultado" em menos de 2 meses fiz novo exame de sangue e deu normal. Sou Gluten Free e me sinto bem. E hoje Comecei a ler na Internet/PDF. Saudacoes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo. Sugiro entrar num dos grupos do Facebook para contar sua experiência e trocar informações.
      Leia em http://professoradolfo.blogspot.com/2014/09/corridas-nos-eua-e-novos-grupos-lowcarb.html

      Excluir
  17. Pode comer amido de arroz e milho? E
    massa de farinha de milho pode?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São alimentos sem glúten mas são cereais.

      Leia no blog do Dr. Souto porque não são recomendados:
      http://www.lowcarb-paleo.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html

      Excluir

Deixe seu comentário! Não uso verificação de palavras.

Receba as postagens deste blog por email