quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

O problema com maratonas de rua


Maratonas (estou me referindo apenas às maratonas de rua -- maratonas em trilha ou montanha são outra estória) são muito planas. E nem estou falando de altimetria. Estou falando de terreno mesmo. A maioria delas acontece em ruas feitas para passar carros, caminhões, motos. Na região em que fiquei nos Estados Unidos, ao menos parte de duas das principais maratonas de lá ocorriam nas greenways. Mas mesmo as greenways de lá eram asfaltadas!

O fato de o terreno ser tão plano obviamente reduz bastante o risco de quedas (imagine uma maratona em calçadas!), mas deixa o movimento bem mais repetitivo. Compare o movimento de um maratonista com o do Erwan Le Corre no vídeo abaixo. Ele muda a passada para se adaptar ao terreno, faz curvas, se abaixa.



Em maratonas você só corre. Alguns até correm e andam (Gallowalk). Mas ainda asssim é muito mais corrida do que caminhada. Acho difícil imaginar uma situação na Natureza em que seja necessário correr ininterruptamente por 42 quilômetros.

Enfim, em maratonas de rua o foco é excessivamente em correr o mais rápido possível por um longo tempo. Maratonas são fragilizantes. E é melhor buscar ser antifrágil. O que você acha?




"Eu conheço pessoas que podem correr maratonas mas não conseguem correr rápido para salvar alguém a menos que calçem...
Posted by Primal and Paleo Fitness Brazil on Tuesday, January 19, 2016


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! Não uso verificação de palavras.

Receba as postagens deste blog por email